Páginas

sexta-feira

Sei que estou a ficar velha


quando passei a pensar nas coisas e a relacioná-las com "no meu tempo"...
e a cantar o "Forever Young", dos Alphaville com todo o pulmão que me resta.

Corridas de estores de plástico, as BMX, o Spectrum que aceitava umas "disquetes" que só entravam ao murro, o caprissone e as bombocas, o cubo mágico e as petazetas, Hula ups e o Calimero, chocolates regina de banana comidos enquanto viamos o Macgyver, o "kiti vém mi buscá", ou os jovens heróis de shaolin.

De facto a geração dos trinta tem esta nostalgia inevitável. O que fazemos com ela?


2 comentários:

Francisca disse...

Sei do que falas... a mim acontece o mesmo. Acho que não há remédio para este problema...

Claudio de Sousa disse...

Ai que saudades . . . nascidos nos 70's filhos da revolução

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails