Páginas

segunda-feira

Post assumidamente presumido

Hoje durante a noite, na minha quinta virtual, o sr. Lauro António (o próprio) adubou as couves e espantou os corvos. Ainda não recuperei de tamanha e ufana vaidade. Só me tinha acontecido uma coisa similar uma vez em que o Luís Osório disse, depois de uma conferência na Ler Devagar, que eu era a mulher mais bonita que ele já tinha visto na vida- embora eu preferisse que ele tivesse tido a delicadeza de ver para além disso.

Mentira, já aconteceu outra vez e essa sim foi memorável. Na universidade o meu professor de atelier de escrita, Pedro Trindade, entregou-me a nota com uma coisa escrita: "Se não decidir ser escritora, qual será o futuro de Vanessa?"

Ele já não está entre nós, mas estou certa de que se estivesse seria seguidor deste blog.

Pronto, agora prometo que volto à modéstia.

3 comentários:

Anónimo disse...

presumido porquê?

Maria Vida disse...

não percebo! recebeste toda a vida muitos mais elogios. Só tens de saber aceitá-los.

Vanessa da Trindade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails